Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cozinha Verde

A Cozinha Verde, da autoria de Filipa Range, tem como principal missão inspirar os portugueses a adotar hábitos alimentares mais saudáveis, ecológicos e compassivos, através da cozinha vegan.

Ter | 18.07.17

Lasanha vegan (e como cozinhar com o método 'water saute')


Cozinhar sem gordura com o método "water saute" | O que é e como se faz?

Esta lasanha vegan foi preparada com recurso ao método "water saute", que consiste em refogar/saltear os alimentos sem recorrer a gorduras, utilizando apenas os sucos dos ingredientes e um pouco de água! Este método é muito fácil de aplicar e é uma excelente forma de reduzir o consumo de gorduras. Apesar do azeite extra virgem fazer parte das chamadas "gorduras boas", a verdade é que o seu consumo se devia limitar a cerca de uma colher de sopa por dia. Não nos podemos esquecer das outras gorduras que consumimos e que juntamos a esta equação, como as oleaginosas (frutos secos e sementes) e os abacates, por exemplo! Para além disso, a melhor forma de consumir o azeite é frio, e não aquecido, de forma a que essa gordura não se converta em gordura saturada. Já pararam para fazer contas à quantidade de gorduras que consomem nas vossas refeições? A maior parte de nós consome bem mais do que uma colher de sopa por dia de azeite, fora todas as outras gorduras, boas ou não, que não estamos aqui a considerar.

Descobri este método há uns 3 ou 4 anos atrás, quando li o livro 'Comer para Viver', do reconhecido nutricionista Dr. Joel Fuhrman. Recomendo sempre este livro a quem quer saber mais sobre alimentação saudável e nutrição, foi ele que me levou a repensar muitos dos hábitos alimentares que tinha na altura e a fazer na prática algo para mudar.


Após 9 meses do nascimento do meu filho, estou finalmente a "voltar a mim"

Confesso que já há uns tempos que não usava este método para cozinhar. Desde que o L. nasceu, ainda não consegui voltar completamente a uma alimentação cuidada e livre de processados. Vou cometendo algumas asneiras pelo caminho, sendo que a maior delas é ficar em jejum por várias horas, saltando refeições. Sei que estes deslizes estão associados ao cansaço acumulado pelas noites mal dormidas (não durmo mais do que 3/4 horas seguidas), e à falta de tempo. O L. está comigo a full-time, e eu divido-me entre cuidar dele e dar-lhe a atenção necessária e continuar o meu trabalho com A Cozinha Verde. Não me interpretem mal, não me estou a queixar. É um privilégio tê-lo por perto enquanto faço aquilo que amo. Mas a verdade é que tem sobrado pouco tempo para pensar e cuidar de mim. 

Estas nossas férias em Espanha vieram na altura certa. Durante duas semanas, desliguei quase completamente de tudo e foquei-me apenas em mim e nos meus rapazes. Regressei obviamente com muito mais energia! 

É verdade que sou mãe, é verdade que tenho um negócio para gerir e cuido de um bebé a tempo inteiro, é verdade que tenho uma casa para cuidar como todos vocês e é verdade que tenho sempre mil projetos onde me envolvo de coração. É verdade que amo tudo o que faço, e que tudo o que faço é porque amo. Mas há que saber reconhecer quando nos estamos a perder de nós no meio da vida que levamos. E por isso considero tão importante pausas como estas. Para nos reconectarmos com o nosso "eu interior" e ganharmos força para novos desafios. E o melhor é que não precisamos de ir "de férias" para o fazer (embora saiba tão bem!). Podemos perfeitamente fazer pausas nas nossas rotinas para pensar naquilo que estamos efetivamente a sentir, ouvirmos aquilo que o nosso corpo e mente nos pede e acedermos. 



 

E agora, vamos à receita que me trouxe aqui:

Lasanha veggie integral com queijo Violife

Ingredientes 
serve 4 a 6 pessoas

Tempo de preparação: 30min
Tempo de cozedura: 30min

1 - 2 cebolas grandes cortadas em meias luas
2 alhos laminados
1 alho francês laminado
1 beringela cortada em cubos*
sumo de 1 limão
1/2 pimento vermelho em tiras
200gr cogumelos shiitake, laminados grosseiramente
3 mãos cheias de espinafres selvagens
2 tomates grandes maduros, cortados em cubos
9 folhas de lasanha integral (sem ovo)
300ml de natas de aveia (ou outras natas vegetais da sua preferência) 


*Nota: A beringela após ser cortada deverá ser colocada num recipiente com o sumo de limão para não oxidar. Pode também acrescentar algumas especiarias para dar outro sabor ao prato, p.e.: pimenta, curcuma, pimentão doce, etc.

 
Preparação
 
Aqueça uma frigideira e junte os alhos, a cebola e o pimento. Salteie em lume médio/baixo, salpicando sempre que necessário com umas gotinhas de água para não secar/queimar os alimentos. Deixe alourar.  (método "water saute")
 
Coloque de seguida o alho francês e a beringela com o sumo de limão. Deixe apurar bem e adicione os cogumelos e os tomates.
 
Por fim, adicione os espinafres e envolva tudo com uma concha de natas vegetais.
 
Disponha num pirex, alternadamente, camadas de massa e de recheio. Finalize com uma camada de massa e cubra com as natas vegetais. Polvilhe o topo da lasanha com queijo vegetal (eu usei o queijo cheddar da Violife, previamente ralado).
 
Leve ao forno pré-aquecido a 180º aproximadamente 30 minutos.
 
Acompanhe com uma salada de tomate, abacate e cebola com orégãos, sal marinho integral, pimentas, umas gotas de sumo de limão e um fio de azeite.
 
Bom apetite!



 

2 comentários

Comentar post