Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Cozinha Verde

A Cozinha Verde, da autoria de Filipa Range, tem como principal missão inspirar os portugueses a adotar hábitos alimentares mais saudáveis, ecológicos e compassivos, através da cozinha vegan.

Qua | 12.09.18

Barras energéticas de noz, damasco e sementes de abóbora | Como eliminar o vício do açúcar e produtos processados?

IMG_4803 (1).JPG

 

Depois da semana passada vos ter falado de consciência alimentar e ter partilhado uma receita que foge bastante ao meu padrão alimentar, esta semana regressamos à rotina da alimentação saudável. 

Uma das coisas que me deu mais luta quando decidi mudar a minha alimentação foi eliminar as bolachas, barritas, cereais e outros snacks industrializados da minha rotina diária. Durante muitos anos, o meu pequeno-almoço preferido era Chocapic com leite. Era bem capaz de devorar meio pacote daqueles cereais enquanto via um filme ou estudava para um exame. Com as bolachas o caso era semelhante, não descansava enquanto não via o fim da embalagem.

Se desse lado se identificam com a minha partilha, quero dizer-vos que é perfeitamente normal que isso aconteça. A grande maioria deste tipo de produtos tem como ingrediente principal o açúcar refinado. Ao ingeri-los, dá-se imediatamente um pico de açúcar no nosso sangue, que quebra logo de seguida e faz com que não nos consigamos sentir saciados. Este tipo de açúcar não tem qualquer valor nutricional, fornece calorias vazias, de absorção rápida, e pode causar problemas metabólicos como obesidade, colesterol alto, hipertensão e níveis elevados de glicemia e insulina.

Mas o perigo associado ao consumo destes produtos não se fica apenas pela adição do açúcar. As farinhas refinadas (também elas ricas em açúcares simples e desprovidas de valor nutricional), os óleos alimentares refinados (altamente inflamatórios para o nosso organismo), os corantes e aromas artificiais, os conservantes, os intensificadores de sabor... Esta é a composição base da maioria das bolachas, bolos, cereais e barras industrializadas do mercado e trazem consequências nefastas para a nossa saúde, principalmente se forem consumidos com regularidade. E sim, eles são altamente viciantes e fazem-nos entrar num ciclo vicioso, aumentando o apetite por este tipo de produtos.

 

Mas então, a que tipo de alternativas podemos recorrer para resistir aos bolos, bolachas, cereais de pequeno-almoço e outros produtos industrializados?

 

IMG_4809 (1).JPG

 

De forma muito sucinta, devemos priveligiar o consumo de alimentos verdadeiramente saciantes, ricos em fibra, água e equilibrados do ponto de vista macro e micro nutricional. Como os frutos secos e as sementes (ricos em ácidos gordos essenciais) e as frutas, que apesar de serem compostas por açúcares de absorção rápida, contém fibras que ajudam à digestão e aumentam a saciedade. 

 

As barras caseiras (como esta que hoje vos trago), são uma excelente opção para substituir os produtos que referi acima. São saciantes, doces e têm um elevado valor nutricional. Podem fazê-las em maior quantidade e congelar, para terem sempre por perto. Outra grande vantagem destas barras é que podem ser personalizadas consoante o vosso gosto, já que permitem um sem fim de adaptações. 

  

 

Barras energéticas de noz, damasco e sementes de abóbora

Sem açúcares refinados, sem glúten, cru
Faz 15 unidades
Tempo de preparação: 10 min
Tempo de espera: 1 hora

 

Ingredientes

1/2 chávena (cup) de nozes

1/2 chávena (cup) de cajus sem sal
1/2 chávena (cup) de damascos secos 
1 + 1/4 chávena (cup) tâmaras
Canela moída q.b.
Sementes de abóbora q.b.

Topping: flocos de coco e nozes partidas

 

Preparação:

Num processador, adicione as nozes e os cajus e triture por uns segundos até obter uma farinha grossa. Adicione os restantes ingredientes (à exceção dos toppings) e triture novamente, até tudo estar bem ligado.


Transfira a mistura para uma forma, previamente forrada com papel vegetal.  Pressione com os dedos até a massa ficar espalhada de forma uniforme por toda a forma.

Leve ao frigorífico para ganhar firmeza. Depois, corte as barrinhas do tamanho pretendido e adicione os seus toppings preferidos!

 

Dica: congele estas barrinhas individualmente para ter um snack nutritivo e delicioso sempre à mão! 

 

IMG_4771 (3).JPG

 

Gostaram do conteúdo deste post? Ficaram com vontade de experimentar a receita? Partilhem o vosso feedback nos comentários. :)

 

Até breve!

1 comentário

Comentar post